quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Sobre sonhos e pesadelos



Existem alguns sonhos que são tão terríveis que fazem a gente soar frio, acordar de supetão, assustado, com o coração acelerado. E eu até sei o que torna esse tipo de sonho tão diferente de outros. Muitas vezes temos sonhos mirabolantes, sem pé nem cabeça, com dinossauros, aranhas gigantes, viagem no tempo, reencontrando amigos de infância, e até mesmo sonhando que somos outra pessoa ou que temos um corpo completamente diferente. Nada disso faz sentido, é claro, e esquecemos facilmente deles assim que acordamos.

Mas existem aqueles sonhos - os pesadelos, eu acho - que você dificilmente esquece. Fica na sua cabeça por horas, até dias. Incomodando. A maioria deles parecia ser tão real, que se você não tivesse acordado alguma hora, você poderia acreditar piamente que era a sua vida real, e que algo terrível estava acontecendo. Ou então sua vida teria mudado pra sempre. Parece que é nossa mente tentando nos preparar para o pior ou nos alertando "tome cuidado, ou isso pode acontecer". Quer dizer, existe uma conexão muito próxima com o real - não são dinossauros, então você acredita.

Já tive sonhos em que estava grávida, ou tinha acabado de ter um filho, e na maioria das vezes, isso me desespera pra caramba. "Minha vida acabou!" ou então "e quanto aos meus sonhos?" e coisas desse tipo. Também já sonhei que fui brutalmente assassinada. Já levei alguns tiros e fui esfaqueada. A parte bizarra é que logo antes de acontecer, sinto uma dor absurda, talvez de como imagino que seja ser vítima de algum ataque do tipo. É quase como sonhar que está beijando alguém sem nunca ter tido a experiência, e tudo o que você sente é um "dançar no vazio". Já sonhei também - e esse sonho foi bem recente - que eu sofria um acidente de avião e antes de acontecer eu sabia o que ia acontecer, então só fechei os olhos e senti algo como a sensação de ser queimada viva com a de ter seu corpo destroçado em vários pedaços. Not cool.

E existem também aqueles sonhos embaraçosos em que damos uns pegas no nosso melhor amigo(a), fazemos algo completamente bizarro ou socialmente inaceitável, falamos algo totalmente estúpido e absurdo, ou senão ficamos tentando consertar alguma situação durante muito tempo sem sucesso. Eu tenho com frequência o tipo de sonho em que preciso fazer alguma coisa aleatória, mas nunca consigo, sempre dou voltas e voltas e sempre algo me impede de realizar o que preciso. E isso me aborrece profundamente. É o medo do fracasso me atormentando.

E às vezes, sonho com pessoas que gostaria de ver, ou com quem acabei de falar antes de dormir. Com personagens de filmes ou séries (e alguns deles renderam coisas bem interessante hoho... abafa). Com histórias que passo imaginando muito tempo na minha cabeça, mas nunca é do jeito que espero. E também que todos a minha volta tem um corpo diferente, inclusive eu, apesar de eu reconhecer e saber com certeza absoluta quem é quem (às vezes, eu até sou um homem!). 

Claro que esses pesadelos sempre me impressionaram, alguns já me fizeram acordar chorando no meio da noite. Uma vez acreditei que meu pai tinha sido abduzido por aliens, e eu juro, parece idiota agora, mas levei tão a sério que acordei soluçando e não consegui mais dormir. Ontem a noite, sonhei com o fim do mundo, e foi isso o que me fez escrever hoje sobre esse assunto. Minha mãe estava tentando colocar um edredom na janela, a fim de diminuir algum tipo de impacto eminente. E eu sabia disso. Seria alguma onda de choque, alguma explosão, algo assim. Depois de um tempo, olhei pra fora e o céu estava preto. Do nada. Por alguma razão, da janela do meu quarto, eu subi na poltrona e consegui ver o "horizonte do mundo". Vi um vulcão entrando em erupção, e eu sabia que aquilo estava acontecendo, sei lá, no meio do oceano, mas eu sabia também que chegaria até a gente. E aí começou a chover uma coisa cinza e tóxica, e a gente não podia sair lá fora, ou sei lá, seríamos derretidos pela chuva. Eu tentava ligar pro meu namorado, pra saber como ele estava, mas ele não atendia e eu nunca senti tanto pânico em não saber se ele estava bem...

Eu não sei o que todas essas coisas significam. Às vezes acho que eu sou a pessoa com os sonhos mais impossíveis. Uma pena eu nunca ter chegado a anotar todos meus sonhos, pois a maioria esqueci. Mas se eu tivesse anotado, seria realmente perturbador. Alguns, porém, continuam ali, me assombrando. Como as possibilidades de um final terrível, onde nada mais resta a não ser esperar a hora de acordar.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Nossa, as vezes sonho com morte, já cheguei a acordar chorando :/ Dá um alívio quando a gente acorda de um pesadelo! Mas geralmente eu tenho sonhos bons e doidos haha, também sonho muito com personagens, atores e coisas de séries (as vezes coisas que vejo antes de dormir) e todos os outros que você disse. Eu anoto os sonhos bons e os mais engraçados, sou doida mesmo haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um bom hábito anotar, eu devia fazer o mesmo!! =)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...