sábado, 9 de agosto de 2014

Os melhores filmes que assisti nos últimos tempos



Sempre fui uma viciada em filmes e séries. Na época da escola meus amigos ficavam bravos comigo quando íamos alugar filme pra assistir e eu já tinha visto tudo que eles queriam ver, rs. Nos últimos anos, acabei vendo muito menos filmes que gostaria, seja por preguiça como por falta de tempo. Além disso, eu estava assistindo uma série atrás da outra, então quando eu tinha tempo, sempre preferia as séries.

Agora, trabalhando em casa como freela, tenho mais tempo pra me dedicar aos filmes sem peso na consciência. Além disso, depois de um filme sempre acabo inspirada e produzo mais. Então prefiro encarar esse tempo como um investimento, seja de história, como estilo, narrativa, referência visual. Talvez seja impossível trabalhar com o universo do visual sem recarregar nossas referências. Sempre rende uma ideia nova, sabe.

Pensando nisso, resolvi elaborar uma lista dos melhores filmes que assisti nesses últimos tempos. Queria fazer um post sobre os meus filmes favoritos of all time, mas irei pensar com mais calma pra não deixar nada de fora, ok? Aproveito pra deixar aqui duas dicas de programas para assistir filmes sem ter todo o trabalho de baixar.

-Netflix: Vocês já devem conhecer esse canal que vem produzindo séries originais, entre muitas outras coisas. O único porém é que o catálogo deles não é muito completo e varia com o tempo. Já assisti filmes que já sairam de catálogo, e também os lançamentos demoram um tempo pra entrar. Vale mais a pena pelas séries mesmo. O preço subiu para algo em torno de R$19 por mês, mas pra mim que gosta de série vale a pena pagar. Além disso, virou o canal "da família", então não sou só eu que assisto coisas por lá.

-Popcorn time: Esse foi o grande achado da vida! É um programa totalmente gratuito que disponibiliza uma gama quase infinita de filmes, desde lançamento aos clássicos. Tem muita coisa mesmo, coisa que nem saiu por aqui ainda. A legenda é feita por colaboradores, ou seja, não é "oficial". O programa funciona como um torrent em tempo real: o filme vai baixando enquanto você assiste. Claro que não é correto como o Netflix, que paga pela licença dos filmes, mas como sabemos que quase todo mundo baixa os filmes pra assistir, esse programa facilita e muito! É só procurar no google e baixar, não precisa se cadastrar =)

Agora vamos aos filmes:


  • A menina que roubava livros (The book thief)

Já tinha lido o livro e gostado muito, mas como fazia bastante tempo, não lembrava de alguns detalhes, o que tornou a experiência de ver o filme bastante emocionante. É uma história bastante humana que se passa durante a Segunda Guerra Mundial, na Alemanha. Liesel perde o irmão mais novo e se vê adotada por uma família de estranhos. Aos poucos ela vai se apegando a essas pessoas, vendo que todos eles tem algo em comum: todos estão tentando sobreviver ao novo regime e a guerra. Veja o trailer:





  • Grande Hotel Budapeste (The grand Budapest hotel)

Tenho me apaixonado cada vez mais pelos filmes do Wes Anderson, talvez seja pelo jeito que ele conta as histórias, de um jeito único e especial, que te faz ficar grudado na tela do começo ao fim. É incrível como ele torna uma história simples numa aventura cheia de momentos inesperados e divertidos.Todo o visual é calculado e interessante, tanto cenário quanto figurino. Os personagens, muitas vezes caricatos, são capazes de cativar sem serem totalmente previsíveis. Antes do Grande Hotel Budapeste, eu tinha visto Moonrise Kingdom (meu favorito) e The royal Tenembaums, todos altamente recomendados.





  • Frozen

Confesso que demorei um bom tempo para assistir, com receio de que seu sucesso fosse apenas um frenesi desnecessário e que não fosse assim tão legal ou genial (como aconteceu com Valente, que foi tão comentado, e que achei um dos mais fracos da Pixar). Eu entendo que esta seja uma nova geração de animações estilo "princesa" em que a felicidade da protagonista não se resume mais num "felizes para sempre" ou no encontro de um príncipe encantado. Mas é muito fácil cair num desses clichês do amor fraternal que supera o amor romântico (como o caso de Valente e do recente Malévola). Muitas vezes sinto que substituíram um clichê por outro, mas no caso de Frozen, foi diferente. É uma história muito bem construída, que lida de forma mais natural todas essas questões. Além disso, a protagonista Anna é muito cativante e parece que tem vida própria. Ela não tem que provar nada para ninguém, e sua rebeldia e coragem são apenas ímpetos de sua personalidade. E o que mais me agradou de fato foi que os personagens se desenvolvem e amadurecem ao longo do filme. Além disso, é verdadeiramente divertido. Recomendo.



Let it go... Let it gooo...


  • Questão de tempo (About time)


Fazia tempo que não assistia um drama/romance que não me deixasse irritada ou que odiasse o final. Mas tem algo especial sobre filmes britânicos que não sei explicar, talvez seja o sotaque, rs. Mas imagine que você pudesse voltar no tempo, em qualquer momento que você já viveu e mudá-lo, vivê-lo de forma diferente? Quem sabe dizer algo que você pensou apenas tardiamente, ou então fazer algo que não teve coragem de fazer. Bem, essa é a premissa do filme. Assim como em Efeito Borboleta, o protagonista tem que aceitar as consequências das suas ações, que podem ser totalmente imprevisíveis.





  • Clube de compras Dallas (Dallas Buyers Club)



Matthew McConaughey está irreconhecível nesse papel que lhe rendeu um Oscar, bem como Jared Leto (sem comentários, ele parecia mais mulher do que eu!). É um filme que fala sobre preconceito e sobrevivência de soropositivos, numa época quem que a AIDS estava ligada intimamente a "atividades homossexuais, prostituição e uso de drogas". E talvez a parte mais chocante de tudo isso foi entender o controle e o poder da indústria farmacêutica, que até hoje fatura quantias exorbitantes através do medo das pessoas - nosso medo mais primário: o de morrer. Filme muito bom e emocionante.





Bom, espero que tenham gostado das sugestões e até o próximo post! ;)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...