domingo, 8 de junho de 2014

Devaneios de domingo a noite


Andei pensando esses dias que preciso fazer uns desenhos (ou tiras) bem simples com ideias que me surgem de repente, só pra me manter produzindo e também porque sinto falta de desenhar no papel.

Esse negócio do gato é algo que vive me ocorrendo, quando meus gatos ficam minutos me encarando sem se mexer com uma expressão de que eles conseguem enxergar através de mim, mas ao mesmo tempo tem uma certa indiferença embutida naquele olhar. Mas gato é um bicho curioso... muitas vezes cheguei em casa meio triste ou com bad vibes, e eles - que não gostam muito de colo - chegaram perto de mim, como se soubessem o que estava se passando... só de estar perto deles, na verdade, já me sinto um pouco mais leve, e aquele ronronar parece tirar o peso das nossas costas. Porque eles são sempre sinceros, as suas raras demonstrações de afeto me tocam profundamente, e me sinto, sei lá, merecedora. Pois é, caros amigos, eles que são nossos donos... mas eu adoro! x)

Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Eu tinha uma gata com cara de gato-selvagem (e aliás, ela tinha espírito selvagem, já que viveu toda a sua vida com a gente e nunca deixava que a tocássemos, exceto... quando estava amamentando suas crias (?)). Ela era tão "mal-encarada" e tinha um olhar tão penetrante que eu não tinha nem coragem de encará-la quando ela começava a nos olhar fixamente nos olhos, rs! - Jefferson Leite

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...