quinta-feira, 6 de março de 2014

Sobre ser empreendedor e uma loja novinha em folha

Pois é, decidi vender algumas artes originais e montei uma loja que vocês podem conferir aqui. O preço varia pelo tamanho e complexidade. Se der certo, posso fazer algumas artes pequeninas e com preços bem acessíveis, mas por enquanto vamos ver como essas se saem.

Vou te falar, ser empreendedor da própria arte é um desafio. Eu nunca vendi originais antes, apenas fiz trabalhos "por comissão" mas nada que fosse original ou significasse alguma coisa. Ainda estou apegada às minhas coisinhas. Outra ideia é vender prints dos trabalhos, e já tentei colocar no site UrbanArts mas eles nem respondem mais meus emails, então não sei ainda se vai rolar. Estou fixada na ideia de que preciso de uma fonte de renda que "se venda sozinha". Vamos torcer também para que os mangás da HQM cheguem as bancas, porque isso quer dizer mais visibilidade para o Vidas, e quem sabe a promessa de um futuro fazendo quadrinhos.

Sei que muitos perguntam se já tenho algum projeto engatado, e a verdade é que não consigo parar pra projetar mais nada. Ou eu tinha muito tempo livre ou disposição no tempo em que produzia o Vidas. Bom, deve ter sido os dois! Eu sei que existem muitas oportunidades por aí... de fazer quadrinhos... mas eu simplesmente não me sinto a vontade desenhando a história de outras pessoas #prontofalei. Tento responder as propostas da forma mais delicada possível, e não tem a ver com ser bom ou ruim, mas eu acho que prefiro ser ruim, contanto que seja fazendo as minhas próprias coisas. Isso deve soar ridículo, egoísta e sei lá, prepotente?! Mas eu disse na entrevista para o HQ&CIA e a verdade é que sou uma contadora de histórias. Quero contar minhas histórias, seja desenhando ou escrevendo ou sei lá o que. 

Cheguei num momento que estou apostando em coisas diferentes para ver o que dá certo. Ser empreendedor é isso, tem que ir apostando suas fichas, e é cansativo, eu sei. A gente dá com a cara no muro o tempo todo... Ser empreendedor para mim hoje em dia quer dizer a chance de ser um pouco mais que o trabalho fixo me proporciona. Quer dizer poder ir além, transcender. Mas ainda não consigo me jogar nesse universo inconseqüentemente (mesmo as vezes achando que deveria). 

Nessa vida, meu bem, é tudo sobre ir tentando e tentando e, quem sabe, achar um caminho (ou não).
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...