domingo, 16 de fevereiro de 2014

A vontade de sair voando...

Hoje a minha vontade era de gritar. Sobre todas as coisas que me afetam, que me incomodam, que me tornam essa pessoa insuportável. Tem momentos que simplesmente não me reconheço. Virei essa que todos esperam ver, só que uma versão distorcida e pouco natural (alguém enxerga?). Mas ninguém pode dizer que não tentei, muito menos eu mesma. Vou olhar pra trás um dia e ver um aprendizado. Às vezes, queremos ser livres, mas não basta ser livre dentro de uma prisão que criamos pra nós mesmos, dentro de um limite. Pra ser livre, é preciso ser livre também de si mesmo.

Enquanto isso, tenho aquarelado, e pretendo abrir uma lojinha pra vender originais. Há um bom tempo, me perguntam porque não vendo tudo isso, e agora estamos aí. O porquê é simples, eu queria manter minhas criações perto de mim, eu sentia ciúmes da minha arte. Ainda sinto. É estranho. Mas talvez elas mereçam o mundo, e vou descobrir se o mundo deseja acolhê-las.

E ainda tive uma ideia de... bem, de virar tatuadora. Também já me perguntaram porque eu não tatuava. Várias vezes. Não tem algo que seja mais lindo que deixar um pedaço de mim na pele de outra pessoa. É tão íntimo e bonito, mas acho que sempre fui uma covarde, dessas que tem vontade e não corre atrás por medo de sei lá o que (sempre arranjava uma desculpa). Nunca fiz uma tatuagem na vida, apesar de algumas vezes estar muito perto de fazer. Tem quem me apoie nessa ideia e até dê algumas dicas, gente que realmente acredita em mim. Mas preciso mudar ainda algo dentro de mim, transformar esse medo numa decisão. Não só seguir em frente, como ter coragem de decolar.

Estou planejando também um mochilão pra Machu Picchu. Vai ser lindo e vai ser uma aventura, dessas com direito a diário de viagem feito com aquarela. Quero muito. Minha alma precisa de alguma coisa que me mantenha mais perto desse sentimento... eu não sei qual o nome desse sentimento, sinceramente. Aquele sentimento de ser artista, sabe? É isso aí.

Um gostinho das artes que vem por aí:




Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Não sei porque, mas li este texto como se ele fosse lírico, e funcionou. HSUHSAU
    Sério, isso deve ser algum problema cerebral.

    Machu Picchu deve ser ótimo para se inspirar, tomara que você consiga. Suas aquarelas são muito boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah faz todo sentido, eu penso meio que poeticamente as vezes... hahaha ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...