domingo, 24 de novembro de 2013

Das coisas que fazem a vida valer a pena

A loja física da Comix é um lugar apertadinho. Você se pergunta como pode a maior loja de quadrinhos da América Latina (?) na verdade ser tão pequena, mas aí me explicaram que, na verdade, apenas a loja física é assim porque a Comix conta com outros depósitos gigantescos que fornecem material para os estandes em eventos e para a Fest Comix. Bom, mas apesar do lugar apertadinho e da chuva torrencial, teve uma galera que apareceu e isso me deixou super feliz. 

Sim, estamos falando do lançamento do Vidas.


As cópias ficaram muito lindinhas!! Eu ainda não recebi as cópias do autor, e tô triste porque bobeei e fui a única que ficou sem exemplar ontem! hahahaha (quanta imbecilidade...) mas vamos descontar o fato que eu estava meio nervosa/ansiosa com a coisa toda! =P



As duas da esquerda são a Soni e Shirubana, outras autoras da HQMangá. Elas estavam lançando a 5a edição dos mangás delas, O príncipe do best seller, e Vitral.



~autografando~ lelelele...



Ontem eu conheci pessoas que só conhecia pela internet, revi antigos amigos que não via há tempos, e teve também amigos, família, namorado, gente que eu não conhecia (ou não me lembrava) e poxa, foi lindo.

E sabe, nos eventos em que participei como fanzineira, a gente era judiado pra caramba (largado ao léu, em lugares escondidos, sem muita assistência pra nada) e isso me deixou traumatizada, oh coitada. Ontem eu fui tratada muito bem. Estava chovendo, meu pé estava molhado, e tava meio frio, mas ainda assim todos foram muito atenciosos. Me senti até importante, rs.



Fazendo gracinha <3 p="">


No Starbucks tomando um café mocha pra esquentar, depois de toda a chuva e etc.


Meus lindos, obrigada por tudo. Mesmo.

Eu passei muito tempo imaginando que já tinha feito tudo o que era possível fazer em formato de quadrinhos, pelo menos pelos próximos anos e então fiquei pensando... e se... E SE.

E se eu voltasse a fazer quadrinhos? Os MEUS quadrinhos. Mesmo se fosse alguma coisa que não tivesse nada a ver com o Vidas, outra coisa completamente diferente. Realmente botar pra frente novos projetos... E SE.

Estou vivendo uma fase muito difícil, por vários motivos. Primeiro porque não sei direito o que fazer da vida daqui pra frente. Não estou satisfeita em como as coisas estão no momento. Eu me sinto cansada o tempo todo, desmotivada. Não tenho tempo, e quando tenho, não tenho ânimo pra fazer minhas coisas. Então eu basicamente só trabalho. Ah, ok, eu trabalho desenhando e ilustrando, o que supostamente era pra ser legal, mas no fundo, trabalho ainda é trabalho. E quando não posso organizar meu dia do jeito que gostaria e tenho que seguir uma rotina programada, isso me deixa muito mal, porque não descanso do jeito que gostaria, ou então fico panguando enquanto poderia estar sendo mais produtiva.

E então, eu fico tentando achar uma saída pra todas essas coisas: trabalho fixo ou freelancer? Rotina programada ou rotina livre? Ter horário pra começar e terminar ou eu faço meu próprio horário? Estabilidade financeira ou liberdade profissional? Continuar ilustrando ou partir pra outra? São tantas coisas.

Acho que esse lançamento veio na hora certa. Foi tipo um suspiro no meio de tantas dúvidas e frustrações. Não se enganem. Eu fiz e ainda faço muita coisa legal, acho que poderia ser muito pior. Claro que poderia ser pior. Mas eu simplesmente não me encaixo. Não me encaixo nos moldes padrões, e quando tento me encaixar, fico sofrendo a toa. Mas aí decido ir até o meu limite, vamos lá, vamos ver até onde vai. Mas aí eu me lembro... eu me lembro... que eu nasci pra contar histórias. Tem coisas que eu faço porque é trabalho, mas eu não posso parar de contar histórias.

Vidas Imperfeitas acabou há mais de um ano e continua tão vivo. Vocês o mantém vivo. E por isso devo agradecer, porque vocês fazem tudo isso valer a pena.



Vamos lá, é preciso continuar.
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. PERDI. Eu não estava me sentindo legal e fui tirar um cochilo depois do almoço pra ver se passava, mas acabei só acordando às 17h. AAAAAAHHHH.

    Poxa, que bom que tudo foi bem, parabéns por mais essa conquista, Mary! E acho que esse negócio de não saber direito o que fazer da vida é mal de artista, mas, relaxa, logo tudo vai seguir bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena! Mas sábado que vem estaremos no Mercado de Pulgas, que fica lá na Vila Mariana =)

      Excluir
  2. Poxa... Me identifiquei com suas inseguranças... =/
    Atualmente, faço universidade, e dou aula de informática... Mas em todos os empregos que passei, sempre me senti infeliz, e fiquei com aquela sensação de "meu lugar não é aqui". Estou cursando licenciatura em Letras com habilitação em língua inglesa, mas já vi que ser professor não é nem um pouco minha praia, e estou cursando só para ter uma "garantia" mesmo...
    Também me sinto insatisfeito com minha situação atual, me sinto cansado e desmotivado o tempo todo... Também não tenho tempo, e quando tenho, também não tenho animo para fazer minhas coisas (e acabo gastando esse tempo que sobra lendo as toneladas de mangás e os livros que compro, ou então jogando mesmo, para esfriar a cabeça, sabe? rsrs)
    No meu caso, eu aida não trabalho com desenhos e ilustrações, e como estou determinado a trabalhar como desenhista de mangás, eu adoraria entrar nesse mercado. Só que não faço ideia de como posso virar ilustrador, ainda mais considerando que moro no interior da Bahia... Ao menos para publicar algum mangá meu, o lugar onde moro não influenciará muito, mas também tenho o problema de não ter terminado nenhuma das minhas criações até agora, com exceção de one-shots que enviei para concurso... Sou muito impaciente, e antes de terminar minhas criações, acabo criando outra. Ou então, imagino uma história que levaria bastante tempo desenhando, e por isso me sinto desmotivado a desenha-la. Afinal, me pressiono a publicar o quanto antes, desde quando me formei, mas ainda não consegui nada... Fora que tenho que melhorar meu desenho, já que ainda cometo erros que devo corrigir o quanto antes...
    Bem, ser ou querer ser artista não é fácil. rsrs
    E desculpe pelo meu desabafo repentino. ^^
    Sucesso em sua carreira, e mal vejo a hora de comprar meu exemplar de Vidas Imperfeitas! ^^
    Aliás... Vidas Imperfeitas será distribuído nas bancas, ou somente em lojas especializadas?
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! O Vidas vai ser comercializado pela Comix (loja física e site) pelo menos por enquanto, não sei qual a possibilidade de ir pra bancas e etc. E acho que todo artista se depara com esse tipo de dúvida, mas faz parte de quem nós somos, pq somos naturalmente inquietos. Mas é preciso ser inquieto pq a inércia faz mal pra criatividade hehehe

      Excluir
  3. Parabéns Mary. Ficou bem legal encadernado deste jeito. ^^

    Essa confusão na cabeça é normal, eu acho. =$ Eu vivo tendo isso e ainda nem comecei alguma faculdade... Acho que talvez seja porque esse comércio de Arte não esteja tão firmado no mercado. Mas o melhor é fazer o que se tem facilidade e gosto. =$

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Pois é, infelizmente o mundo é cruel com profissionais liberais, principalmente artistas, ilustradores, quadrinistas e afins..

      Excluir
  4. Eu gostaria muito de ter ido, mas como agora estou morando muito longe de São Paulo, não foi possível. Tenho os fanzines do Vidas e agora vou colecionar a mini da HQM! Meus parabéns e muito sucesso. Que daqui para a frente, surjam novos trabalhos inéditos!!! - Jefferson Leite

    ResponderExcluir
  5. Oi Mary! Foi muito legal o lançamento e fiquei feliz em conhecê-la! Esse é só o começo, muita coisa boa virá depois do lançamento como aconteceu comigo e Shirubana. Coisas que vc nem imagina! Por isso não desanime nunca. Logo vc consegue um emprego legal e poderá tocar outras obras, pois seus leitores merecem. O importante é ser otimista sempre! ^^ Beijos e sucesso! Ah! manda um beijo pra sua mãe e sua tia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi muito legal conhece-las também e descobrir que é possível trabalhar com quadrinhos, principalmente com suas próprias histórias, e a história de vcs é bastante inspiradora nesse sentido! E pode deixar que mando um bjo pra elas sim ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...